images

Quem nunca na vida, diante de uma grande dificuldade, teve dúvidas se tinha capacidade ou não de suportar esse momento difícil?

Quem nunca na vida, diante de uma traição, se sentiu inferior e rejeitado?

Quem nunca na vida se sentiu para baixo logo após receber uma crítica não construtiva sobre si mesmo?

Quem nunca na vida, pelo menos uma vez, caiu na cruel tentação de abrir mão de alguns de seus valores para poder pertencer a um determinado grupo social?

Quem nunca teve sua autoestima comprometida ao não ser aprovado numa entrevista de emprego, em um concurso ou em um vestibular?

Quem nunca se achou feio, pelo menos uma vez, ao se olhar no espelho?

Enfim, são muitos questionamentos que nos levam a outros questionamentos:

Qual o motivo de nos perdermos de si tão facilmente?

Qual o motivo dessa imensa dificuldade que temos para não acreditamos em nós mesmo?

O fato é que possuir a si mesmo não é tarefa fácil. Requer esforço diário. Necessita sentinela.

Na célebre frase de Jesus “amar o próximo como a si mesmo” fica bem claro para nós que o “a si mesmo” já existe. Talvez ele não esteja sendo colocado em prática, mas a realidade é que já nascemos com a eterna capacidade de amar a si mesmo.

Amar a si mesmo não é o mesmo que fazia a madrasta da Branca de Neve que passava o dia diante do espelho achando-se a pessoa mais bela do mundo. O nome disso é narcisismo, egocentrismo. Amar a si mesmo é ter posse do que realmente somos. É dispor de si mesmo.

Semelhante ao fazendeiro que possui uma grande fazenda mas não a explora, assim somos nós. Temos a capacidade de sermos donos de nós mesmo e entregamos esse poder a outras pessoas. Colocar nas mãos de outros a causa de nossa felicidade ou infelicidade mostra apenas que fazemos igual ao fazendeiro que passa o dia todo sentado na varanda de sua casa olhando para o horizonte, e não cuida de sua propriedade. Não sabe exatamente quantos hectares possui, quais são suas terras mais produtivas, quais são as áreas que necessitam de mais atenção e cuidado, e o pior, não sabe qual o valor que sua fazenda vale. Entregar a escritura da sua vida aos outros dá menos trabalho, não exige de nós responsabilidade.

Conhecer-se é o primeiro passo para se possuir. É extremamente necessário saber quais são suas maiores virtudes, suas melhores qualidades, e também seus piores defeitos pois somente quando reconhecemos nossas fragilidades, poderemos vencê-las ou nos adaptar. Não esqueça nunca: reconhecer suas fraquezas já é o primeiro passo para se tornar forte.

A nossa vida é semelhante a um presente lacrado. Dentro desse presente existe tudo o que necessitamos para ter uma existência feliz. Nosso único trabalho é abrir o lacre e fazer uso desse presente.

Ame-se!

Seja você mesmo!

Não permita que nada e ninguém faça você deixar de crer que você tem um potencial incrível para vencer as dificuldades. Nunca deixe de acreditar que você é precioso e que não existe e nunca existirá no mundo alguém igual a você. Olhe para dentro de você e veja o quanto de beleza existe em ti. Lembre-se de todos os obstáculos que você já venceu na vida. Lembre-se de como você é importante para algumas pessoas. Não esqueça que sem você perceber, existem pessoas ao seu redor que são influenciadas por você. Ser referencial para alguém é algo muito valioso. Não esqueça também que ser belo não significa necessariamente ter um padrão de beleza aprovado pela maioria. Basta um sorriso sincero e a sua beleza terá capacidade de conquistar e seduzir a atenção de alguém. Sempre vai existir alguém que sempre te achará lindo(a).

Enfim, não importa o que a vida fez com você até o momento. Importa o que você a partir de agora vai fazer com ela.

Ainda está em tempo de ser dono de você mesmo. ACREDITE, VOCÊ É CAPAZ!

Anúncios