espelho

 

Vejo nos seus olhos lembranças
de um tempo que já se foi, não volta mais
Vejo em seu rosto marcas de uma história
que gira como uma roda gigante num domingo ensolarado

Muitos te olham e admiram sua luz
A maioria não percebe
que as vezes está por um triz

Vejo em você o amor
Puro e ingênuo
Porém ele já se deparou com 
a realidade nua e crua
de corações de pedra

Sua mente gira 
como uma roleta no qual o jogo chama-se Vida
Sua história tem dificuldade
de se adaptar ao seu novo contexto,
ao seu novo olhar

A vida desenhou no seu rosto 
linhas de uma história mal contada
Ou seria mal vivida? 
Seu ser grita com
todas as sua forças:

Vida !!!!

Anúncios